quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Recordar

Pensei muito, pensei se havia de falar sobre isto.

Mas como já percebi que outros o vão fazer, mas vale, tentar também. De que falo? Deste dia, mas o ano passado. Foi neste preciso dia que fui internada, no aquário, para fazer o auto-transplante.

Não sabia se o queria relembrar, porque embora as coisas tenham acabado bem, foi dos piores momentos da minha vida, 3 semanas e uns dias (já não me lembro quantos) em que estive fechada, enclausurada num cubículo, mais pequeno que o meu escritório.

Não foi só pelo facto de ter passado o natal e o ano novo sozinha, não foi só por saber que aqueles que me amam, estavam cá fora á minha espera.

Não foi só por não saber se o meu corpo resistia aquela horrível quimioterapia, não foi só por ter estado 10 dias sem comer, não foi pelo medo que senti.

Não. Não foi só por isto, foi por muitas outras coisas, que chego à conclusão que ainda não sou capaz de falar sobre elas e por isso não sabia se queria trazer este assunto aqui ao blog.

Também é verdade que recebi muitas coisas, além de uma segunda oportunidade de viver, recebi muito amor e carinho por todos aqueles que decidiram passar por lá e sabe deus como ás vezes vos queria de lá para fora.

Mas todos compreenderam (ou não) e felizmente tudo isso já passou.

Gostava só de recordar 2 momentos realmente extraordinários que se passaram durante essas 3 semanas:

O primeiro foi quando as minhas amigas do peito e do coração, se vestiram de pais natal e rodolfo e me foram visitar (inesquecivel), mandei-me lá essas fotos que eu nunca as cheguei a guardar;

O outro foi quando a minha irmã Joana me foi visitar com um nariz de palhaço e uns grandes óculos (foi pena não te ter fotografado).

Portanto, neste dia ao mesmo tempo tão feliz e tão difícil, apenas quero agradecer. Agradecer estar viva e saudável e agradecer a vossa presença incansável não só nessa altura, mas agora e sempre.

Gigi

11 comentários:

Nela disse...

Só tu me fazias aparecer naquela figura ridícula com um vestido de Mãe Natal, ainda por cima apertado. Estava a morrer de calor. Mas adorei estar ali a dar-te uma forcinha. A Lina Pernó é uma desbocada e, ao ouvir uns sons suspeitos, começou a imaginar umas cenas que eu não vou aqui recordar porque este blog é um blog sério...
O Rodolfo de olhos verdes também não estava nada mal. As meninas estavam um must... O meu mais-que-tudo estava um pão de fato e gravata. Mesmo a combinar com a nossa indumentária! E tu estavas a lutar com todas as tuas forças! Nós só estávamos a dar um empurrãozinho nessa força.
Quando me lembro de tudo isso, penso como é importante e como é forte e significativa a amizade verdadeira. Como fazemos coisas tão parvas, só porque achamos que uma amiga precisa. E o que ela precisa e gosta é que é verdadeiramente importante.

Bom, deve ser o espírito natalício a fazer saltarem-me as lágrimas. Mas que queres?! Gosto muito de ti, cachopa, mesmo muito. E fico muito feliz por te ter visto passar um Natal no aquário (e se eu te vi passar mal!) e ver-te agora a passar OUTRO Natal cá fora, bem e contente.

Olhando para trás, nós já vivemos tão coisa, nao foi? E quando digo nós, refiro-me a este grupo de doidas (e doidos) que se vai apoiando, à vez, e construindo coisas tão lindas... Tão fortes... Tão profundas...

Adoro-te!

Cinda disse...

Minha querida, não há agradecimentos para fazer. Tudo o que se fez, foi com uma vontade muito grande e com a certeza de que essa força que vai dentro de ti se renovasse ainda mais.
No dia em que te dei o livrinho e te disse que acreditava, foi porque tu tinhas a força e a vontade mais que suficiente para ganhares. Um grande, mas muito grande beijão.

Anónimo disse...

O maior agradecimento que podes dar é estares cá fora a passar o natal, boa, bela e formosa.
Um beijo grande Gigi e um feliz natal para ti e todos os teus.
Carmen.

Lina Querubim disse...

Hei que é isso de desbocada????
Fomos mesmo lá dia 23 de Dezembro lembro que tinhamos que ir antes do Natli :) e a data estava bem pertinho. As malukas a vestirem a roupa nas escadas, as pessoas que passavam riam estava um calori lá dentro que não se podia mas...havia um calor muito maior dentro do nosso peito e fazer-te rir valeu a pena :))) foi uma sensação indescritva só sentindo mesmo para saber!

Opá...eu tinha que dizer disparates como sempre :p a tensão tinha que ir embora. Tinhamos que cumprir o que pretendíamos sem choro.
Agora valeu a pena?
Claro!!! (só a parte de aturar as melgas é que foi foleiro :p)
E uma vez disse á Zélia se é isto que ela quer fazer é porque é este o caminho. Graças a Deus foi mesmo!
Este ano comemora em dobro ;) beijokas

Dinastia FilipiNHa disse...

Lembro-me tão bem...

Mas hoje isso faz parte do passado e estás aqui! Linda, mais brilhante que uma árvore de Natal! E é esse teu brilho que ilumina o teu e os nossos caminhos!

Hoje posso confessar: tive tanto medo de te perder. Mas a esperança e o facto de acreditar tanto que ias vencer estiveram sempre lá a afastar os meus medos!

Não faço ideia daquilo por que passaste. Por mais que tenha acompanhado, é impossível imaginar... Aliás, imagino, mas tenho a certeza de estar muito longe da realidade. Para alguém que desmaiava quando ia tirar sangue, não te saíste nada mal, pois não? És uma forte! Tenho muito orgulho em ti!

Um beijinho enorme e especial para a uma amiguinha muitooooo especial!

Nela disse...

Gigi, o Paulo mandou-te, para o gmail, as fotos todas daquele dia de figuras... enfim.... tristes...
hehehe

Alda disse...

Gigi, é tão bom saber que este Natal para ti vai ser tão diferente!
Tu mereces tudo de bom, já sofreste muito, mas é passado... Agora o melhor é aproveitares bem cada dia, cada minuto! Muitas felicidades, e um feliz Natal!

Um grande beijinho para uma Grande Mulher.

VandaR disse...

Eu quando vi as fotos dos Pais Natal emocionei-me, para variar, porque achei o gesto duma grandeza que julgava já não existir.
E agora, passado para trás das costas porque o futuro irá sorrir-te sempre, todos os dias. Se há alguém que merece, sem dúvida, és tu.
E venham muitos natais com muita saúde. Confesso que aguardo pacientemente, a postagem de realização de todos aqueles sonhos que querias e vais realizar eheh

Beijinhos

IsaLenca disse...

Estou como a Vanda: aguardo agora a postagem da realização dos teus sonhos. Um empurrãozinho já levaste e agora, com o novo ano, toca a começar já com um.

Há um ano não pude ir lá- a Lina bem que telefonou mas não deu mesmo- mas sei que elas lá estiveram em nome de todas a ...dar uns miminhos natalícios. Agora há que olhar em frente e seguir os sonhos (mas tem de ser um de cada vez pois tens imensos e tens que gozar bem cada um!)

Bom fim-de-semana.
Bjs

imel disse...

Gigi, pois também eu me lembro desse dia e nunca o vou esquecer.

Lembro-me de ter o coração apertado e de querer rir para não chorar. Lembro-me de colar no vidro as folhas com as mensagens que tinhamos escrito para ti com as fotos de todas nós. Lembro-me de te ver cansada e de pedires para ires descansar. E também me lembro que quando saimos dali termos todas dito bem alto que tu ías vencer. E eis aqui a prova, passado um ano estás cá e estamos cá para falar disto que tu viveste e que todas vivemos, porque tal como tu também acho que nos faz bem falar das coisas sem querer fingir que nada aconteceu.

Um beijo amiga e que venham muitos Natais para todas nós!

May Alek disse...

Também me lembro de ter acompanhado a sua luta, também me lembro de ver as fotos dessas mulheres incríveis assim vestidas, também me lembro da emoção que senti, a mesma que sinto agora ao revê-las.
É bom recordar, Gigi, assim é possível acreditar mais uma vez na força que cada um tem. Na sua força, Gigi. Essa mesma que tive o prazer de sentir quando nos conhecemos pessoalmente.
Um beijo grande